Romagnole na Mídia
Home > Sala de Imprensa > Trabalhadores concluem o ...

Trabalhadores concluem o Ensino Fundamental por meio de projeto idealizado pela Romagnole

Veículo: Dia a dia Mandaguari
Circulação: Internet
Seção/Editoria:  Notícias
Data: 27/06/2014

Aconteceu nesta quarta-feira, dia 25, a formatura da primeira turma do Programa Caminhar, um projeto da Romagnole, em parceria com o Sesi, criado para pessoas maiores de 18 anos que ainda não tenham concluído os ensinos Fundamental e Médio.
Nesta etapa 14 alunos, sendo 13 colaboradores da empresa e uma pessoa da comunidade, terminaram o Ensino Fundamental e devem iniciar em breve o Ensino Médio, que já conta com uma turma em andamento. O diferencial do programa é que as aulas acontecem em horários diferenciados para que os alunos possam conciliar o estudo com as atividades profissionais. A Romagnole cede a estrutura física para as aulas e o Sesi disponibiliza os professores. Além disso, os alunos recebem gratuitamente uniforme e materiais didáticos e o diploma é reconhecido pelo Ministério da Educação.
Durante a formatura a gerente de Gestão de Pessoas da Romagnole, Cristiane Zagui, destacou que o Programa Caminhar é mais uma das ações mantidas pela empresa visando o desenvolvimento humano e profissional dos colaboradores. A gestora afirmou ainda que embora a conclusão do Ensino Fundamental represente uma importante conquista para os formandos, ela espera que eles não abandonem o projeto e continuem estudando e participando dos treinamentos que lhes são oferecidos.
Alexandre Romagnole, presidente da empresa, afirmou que além de darem sua contribuição para o desenvolvimento da companhia, é importante que as pessoas que trabalham na Romagnole e a comunidade onde ela está inserida cresçam junto com a empresa. “Esse é um dos motivos pelos quais mantemos as parcerias com o Sesi, Senai e outras instituições. Quando criamos meios para as pessoas ampliarem os conhecimentos nós estamos dando a oportunidade delas se desenvolverem”, comentou.
Depois de 38 anos fora da escola, Sidnei Salvador resolveu abrir mão de algumas horas de folga para voltar a estudar e ampliar seus conhecimentos. Como vários outros colegas, ele viu neste programa uma oportunidade de impulsionar seu crescimento pessoal e profissional. “Pretendo seguir estudando e também fazer cursos técnicos”, disse ele em uma entrevista concedida ao jornal interno da empresa.
Percebendo a falta que os estudos faziam em seu dia a dia e consciente de que sem algum esforço não se consegue nada, Aparecido Donizete da Fonseca voltou a estudar pensando em construir um futuro melhor e hoje já colhe os frutos da escolha que fez. “Com os novos conhecimentos minha vida mudou muito, tanto no trabalho como no relacionamento com as pessoas. Espero continuar para que no futuro conquiste algo ainda melhor”, declarou.

 Clique aqui para ver a publicação original.