• Home
  • Notícias
  • Destaques
  • Unidade da Romagnole em Itaboraí é recomendada para as certificações ISO 14001 e 45001
Unidade da Romagnole em Itaboraí é recomendada para as certificações ISO 14001 e 45001
Postado 29/09/2021 09:26:29

Unidade da Romagnole em Itaboraí é recomendada para as certificações ISO 14001 e 45001

Por Tatiane Cardozo,


Após auditoria realizada no final de agosto, a unidade de Artefatos de Concreto da Romagnole em Itaboraí, no Rio de Janeiro, foi recomendada por auditores independentes para receber as certificações ISO 14001 e 45001, que tratam respectivamente das questões ambientais e de saúde e segurança ocupacional. Desde 2012 a planta industrial já conta com a ISO 9001, que atesta os padrões de qualidade de produtos e processos e agora será a primeira indústria do país neste segmento com as três certificações. Os certificados ISO 14001 e 45001 devem ser entregues no próximo mês. O trabalho desenvolvido para que a conquista fosse alcançada está relacionado aos princípios de melhoria contínua adotados pela companhia em todas as áreas de atuação e vem reafirmar os valores que norteiam suas ações.

A unidade da Romagnole em Itaboraí foi instalada no início dos anos 2000 e atende concessionárias de energia e outras empresas das regiões Sudeste e Nordeste do Brasil. A obtenção das novas certificações era uma das metas do Sistema de Gestão Integrado (SGI) da companhia. O SGI determina que todas as políticas e ações da empresa sigam padrões internacionais de qualidade, meio ambiente, saúde e segurança ocupacional. “Sempre colocamos em primeiro lugar o bem-estar das pessoas, a proteção ao meio ambiente e a qualidade daquilo que fazemos”, afirmou o gerente Administrativo da Romagnole Rodrigo Romani Cavallini, responsável pela condução do projeto que resultou na recomendação pela certificação da unidade.

No ano passado um trabalho semelhante foi concluído na unidade de Transformadores do Grupo, que também se tornou a primeira do país em seu segmento a obter as três certificações ISO. “É uma conquista de suma importância, que nos credencia a continuar fornecendo nossas soluções para grandes concessionárias de energia e eleva a unidade à patamares de gestão mais elevados”, destaca.
O processo de adequação da unidade fabril para atender aos requisitos estabelecidos pelos órgãos certificadores durou um ano e incluiu investimentos na estrutura física, definição de procedimentos e instruções de trabalho e também o aculturamento dos colaboradores sobre temas relacionados à segurança e meio ambiente. “Tudo isso em meio a um cenário de pandemia, o que tornou o processo ainda mais desafiador”, observa o gerente.

Assine nossa news para receber notícias e atualizações